Aprenda Inglês Gratis

Visto para os EUA. O que é o fichamento?

 

Visto para os EUA: entenda o que é o fichamento de cidadãos brasileiros e americanos
 
Após os trágicos atentados sofridos em 11 de setembro de 2001, os EUA vêm adotando cada vez mais medidas de segurança que possam proteger seu território e sua população.
 
No dia 5 de Dezembro de 2003, os EUA adotaram mais uma medida de segurança, em suas próprias portas de entrada, sejam elas, aeroportos, portos ou fronteiras. Um novo procedimento de identificação de estrangeiros nos guichês da imigração na chegada ao país, popularmente chamado de "fichamento" é destinado a cidadãos provenientes de um grupo de 150 países, incluindo o Brasil.
Tal procedimento consiste na identificação eletrônica através de foto digital e impressão digital dos dois dedos indicadores desses cidadãos. Alguns Consulados e Embaixadas Americanas no Brasil já estão adotando esta identificação prévia, no momento em que o cidadão solicita a emissão de visto de entrada, para que na chegada aos EUA, estas identificações possam ser conferidas com as digitais do indivíduo na imigração.
Baseado no princípio da reciprocidade, o juiz federal brasileiro Julier Sebastião da Silva, de Mato Grosso, adotou a decisão de aplicar o mesmo procedimento para todo cidadão americano que adentrar em território brasileiro. Submetendo-os ao mesmo sistema de identificação.
Filas
O "fichamento" de cidadãos americanos entrou em vigor no dia 1º de Janeiro no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP), identificando os primeiros americanos que desembarcaram. No início, a medida gerou muita polêmica devido ao método precárioutilizado pelos agentes da Polícia Federal Brasileira para registrar as impressões digitais, usando carbono em todos os dedos e foto digital. Ultrapassando 10 minutos para cada passageiro criando longas filas e horas de espera. Com a situação caótica nos aeroportos, a Polícia Federal disponibilizou às pressas, um sistema de identificação similar ao utilizado nos Estados Unidos, totalmente digitalizado.
 
O que diz a Embaixada Americana
A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil divulgou um comunicado em que "lamenta" a forma com que os cidadãos norte-americanos estão sendo tratados para entrar no Brasil e informou que:
  • Os EUA não estão selecionando cidadãos brasileiros de uma forma exclusiva em suas medidas de segurança, e sim dentro de um grupo de 150 países para os quais é exigido o visto.
  • O Brasil não está sendo discriminado, mas a medida brasileira estaria discriminando apenas cidadãos norte – americanos.
COMO FUNCIONA O "FICHAMENTO" NOS EUA
Para evitar transtornos, nervosismo e perda de vôo, sugerimos calcular intervalos mais longos entre conexões de vôos dentro território americano. E muita paciência!
Na chegada aos EUA, alguns procedimentos continuam os mesmos:
Você recebe 2 formulários que deverão ser preenchidos antes de sua chegada, se você viaja de avião, receberá os mesmo durante o vôo:
  • I-94, Formulário para imigração americana, individual, constando seu nome e sobrenome, data de nascimento, número de seu passaporte, cidade onde seu visto foi emitido e data de emissão, endereço onde estará hospedado enquanto estiver nos EUA, data de entrada e assinatura (igual a de seu passaporte)
  • Formulário para a alfândega americana, que poderá ser preenchido apenas um por família, onde deverá informar se está transportando alimentos, plantas, itens de valor (neste caso deverá informar o valor referente) e se tem em seu poder quantia em moeda americana (US Dolar) superior a US10.000 por pessoa. Seja muito honesto com as informações, pois existe multa altíssima em caso de constatação de informações não verdadeiras ou omissões.
    Ao sair do avião você terá que caminhar por intermináveis corredores até chegar nos guichês da imigração americana, onde deverá mostrar seu passaporte, preferencialmente na página com sua foto, entregar os formulários e outros documentos que possa ter em mãos (confirmação de curso, confirmação de trabalho ou qualquer outro documento importante de acordo com seu visto), responder várias perguntas (lembre-se de ter em mãos toda sua documentação, passagem aérea, cartão de crédito, voucher de acomodação ou hotel, etc…) e ser fichado. Passageiros de uma mesma família poderão ser atendidos juntos.
Perguntas de praxe:
1- Qual é o objetivo de sua viagem?
Você deverá responder (em inglês, é claro): Turismo, Estudos, Trabalho ou Trânsito
2- Quanto tempo pretende ficar nos EUA?
Responda esta pergunta de acordo com seu visto, sua programação de turismo e/ou sua documentação.
 
Outras prováveis perguntas:
3- Você poderia mostrar seu bilhete aéreo de retorno a seu país?
4- Você tem algum comprovante de onde estará hospedado?
5- Você tem cartão de crédito?
6- Quanto traz de dinheiro em moeda americana?

Responda tudo com muita calma e lembre-se de ser muito claro nas suas respostas, pois o fato de você ter o visto de entrada no país, não garante sua entrada no país, a autorização da entrada vai depender da documentação apresentada e a decisão será do oficial da Imigração Americana.
 
FICHAMENTO
O mesmo oficial vai pedir que você coloque seu dedo indicador direito num pequeno aparelhinho que registrará suas impressões digitais, depois o indicador esquerdo e finalmente um foto digital de seu rosto (não precisa sorrir).
O oficial irá carimbar em seu passaporte e no formulário I-94 a data de entrada nos EUA e entregará uma parte picotada deste formulário (não perca, você vai precisar dele quando sair dos EUA).
Se assim ocorrer, pronto… você está liberado!!
 
INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES
Após a entrevista no guichê da Imigração Americana, siga em frente se orientando pelos sinais que indicam o caminho que o levará ao local onde pegará suas malas – LUGGAGE CLAIM – nas esteiras das companhias aéreas. Lembre-se que, mesmo se estiver de passagem e fazendo outra conexão, deverá pegar suas malas neste primeiro aeroporto de chegada nos EUA.
Com suas malas em mãos, siga os sinais para a alfândega – CUSTOMS – onde entregará o formulário de alfândega. Tenha sempre as chaves de suas malas em mãos, pois podem pedir que você as abra.
Conexões em território americano ou saindo do país:
Caso você esteja voltando ao Brasil ou embarcando para qualquer outra cidade americana ou outro país, programe-se para fazer o check-in de sua companhia aérea com antecedência de 3 horas antes do embarque ou entre as conexões. Você terá que fazer o check-in e despachar suas malas e se estiver voando com companhia aérea americana, terá que responder mais perguntas sobre sua bagagem: Quem arrumou suas malas? Se elas estiveram em seu poder durante o tempo todo. Se recebeu de alguém algum pacote ou encomenda para levar e etc… Após receber seu cartão de embarque, deverá então colocar suas malas nos grandes aparelhos de Raio X espalhados pelos saguões dos aeroportos. Você não precisa esperar por elas, pois seguirão direto para seu avião, caso não encontrem nada suspeito no interior das mesmas. Do contrário, seu nome será chamado nos auto falantes do aeroporto para que se dirija ao guichê de sua companhia aérea.
Dirija-se a seu portão de embarque com antecedência de pelo menos 1 hora do horário de embarque mencionado em seu cartão, pois ainda terá um longo caminho a percorrer. Além disso, você deverá passar pelos detectores de metais ou portas de Raio X que antecedem os portões de embarque, as quais provocam longas filas de passageiros.
Toda sua bagagem de mão também passará pelo Raio X: pequena mala de mão, bolsa, sacola, mochila ou pasta, pochete e seus sapatos. Sim, agora você é obrigado a tirar os sapatos e passá-los pelo Raio X também.
O funcionário poderá pedir que você abra sua bagagem de mão se após o RaioX, ele identificar algo que requer verificação. Não fique nervoso, abra e deixe que ele verifique tudo.
Não estranhe se ele resolver passar em volta de sua bolsa ou bagagem de mão um pequeno pedaço de pano embebido num líquido especial e em seguida passar o mesmo num aparelho que identificará qualquer produto químico perigoso.
Somente depois desses procedimentos você poderá se dirigir a seu portão de embarque. Na hora do embarque você deverá apresentar o cartão de embarque e seu passaporte, por isso mantenha-os sempre em mãos.
 
Dicas finais:
  • Procure chegar nos aeroportos americanos com pelo menos 3 horas de antecedência.
  • Tenha sempre seus documentos, passagens e chaves das malas em mãos
  • Não transporte nada ponte agudo em sua bolsa e bagagem de mão (Ex: tesoura, canivete, estilete, faca) Além desses itens serem retirados de sua bagagem, não serão devolvidos e ainda poderão lhe causar transtornos.
  • Se estiver saindo do EUA, lembre-se que deverá ter consigo o ticket do formulário I-94 pra entregar no check-in
  • Evite sapatos com cadarços para facilitar na hora de retirá-los e calçá-los novamente. E saltos altos, pois além de caminhar muito, seus pés poderão inchar durante o vôo.
  • Evite roupas que tenham metais, elas apitaram no detector de metais
  • Tenha sempre muita calma, não perca a paciência se não lhe tratarem com muita cordialidade.
  • É aconselhável que você tenha nível de conhecimento de inglês suficiente para responder perguntas que poderão lhe fazer, mesmo que o sotaque deles seja meio espanholado em alguns aeroportos.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *