Aprenda Inglês Gratis

Business is business

Business is business

Todos sabemos que falar Inglês é primordial para ser bem colocado no mercado de trabalho, afinal, se tornou mesmo a língua dos negócios, e para isto, não basta apenas “falar Inglês” você precisa saber termos relacionados à sua profissão, por isso selecionei aqui alguns termos que se referem ao competitivo mundo dos negócios, vale a pena ler e coloca-los em prática, pois nunca se sabe quando um “headhunter” irá te descobrir e te convidar para uma “interview”. É possível que a partir desse momento você tenha novos “co-workers”. So keep up to date with your business english:


B2B: sigla fonética de "business to business". É o comércio eletrônico entre empresas. Trata-se de um mercado sem a participação do consumidor.
B2C: bTusiness to customer, a empresa que vende diretamente para o consumidor via internet
Benchmark: parâmetros de excelência, exemplos de coisas boas
Board: conselho diretor
Bônus: premiação em dinheiro concedida aos funcionários
Brainstorm: literalmente, significa "tempestade cerebral". É uma reunião para se fazer exatamente isso: trocar idéias
Branding: É a construção da marca de uma empresa, produto ou pessoa
Break even point: o momento a partir do qual custos e receitas de um negócio se equilibram
Breakthrough: trata-se de um avanço em determinada área
Broad band: banda larga
Budget: orçamento
Buying in: compra (de uma empresa, por exemplo)
Cash: dinheiro vivo.
CEO – chief executive officer: É o cargo mais alto da empresa. É chamado também de presidente, principal executivo, diretor geral, entre outros. Quando existe um presidente e um CEO, o primeiro é mais forte.
CFO– chief financial officer: Um nome mais sofisticado para diretor de finanças.
Chairman: presidente do conselho que dirige a empresa.
CHRO – chief human resources officer: É o cargo de diretor de recursos humanos.
CIO – chief information officer: Responsável pelo planejamento e estratégia por trás da tecnologia. Pode ser também chief imagination officer, termo criado pela fabricante americana de computadores Gateway. É responsável por promover a criatividade entre o pessoal
CKO – chief knowledge officer: É o gestor do capital intelectual da companhia. As atribuições vão desde a definição da arquitetura das informações e de seu fluxo até onde arquivá-las e como recuperá-las
Clima organizacional: é o ambiente interno de uma empresa.Para avaliá-lo são considerados, entre vários itens, a liderança na companhia, a motivação para o trabalho, as possibilidades de crescimento profissional, enfim, as satisfações e insatisfações dos funcionários
CLO – chief learning officer: Responsável por administrar o capital intelectual. Ele precisa reunir e gerenciar todo o conhecimento da organização
CMM: capacity maturity model, recurso para desenvolvimento de software
CMO – chief marketing officer: A função é um pouco mais complexa que a diretoria de marketing. Em algumas empresas, o CMO acumula ainda a diretoria comercial e, em outras, a área de novos negócios
Coaching: sessões de aconselhamento feitas por um consultor de carreira que acompanha e se envolve no desenvolvimento contínuo do profissional. Serve para promover mudanças de comportamento no funcionário, para que ele atinja novos objetivos
Commodity: produto primário, geralmente com grande participação no comércio internacional
Consumer relationship Management: gerenciamento das relações com o cliente
Consumer understanding: conhecimento profundo a respeito dos clientes
COO – chief operating officer: executivo chefe de operações. Geralmente o braço direito dos CEOs
Core business: negócio principal da empresa
Corporate purpose: objetivo da empresa
Counseling: Aconselhamento de carreira. É uma espécie de terapia profissional, que discute, entre outras coisas, os objetivos pessoais e futuros, estilo gerencial do executivo, nível cultural, valores e conhecimento do mercado. O objetivo é avaliar tudo isso para ajudar o profissional a tomar as melhores decisões para sua carreira
Country-manager: diretor-geral para o país
CRO – chief risk officer: Além de gerenciar o risco nas operações financeiras, o CRO também é responsável por analisar as estratégias do negócio, a concorrência e a legislação
CSO – chief security officer: Profissional que tem a missão de identificar fontes internas e externas de recursos para desenvolver projetos de tecnologia
CTO – chief technology officer: Existe uma confusão muito grande. Geralmente o CTO comanda a infra-estrutura da área de tecnologia. Enquanto o CIO o seu uso estratégico
Data-base marketing: marketing baseado em banco de dados de nomes e pessoas, para quem você dirige mensagens de interesse de sua empresa
Downsizing: redução no número de funcionários da empresa
Empowerment: Este termo surgiu nos anos 80 e se refere às situações em que os chefes devem decidir um pouco menos e os subordinados um pouco mais
Endomarketing: é uma área diretamente ligada à de comunicação interna, que alia técnicas de marketing a conceitos de recursos humanos
ERPs: sistemas de gestão empresariais
Factoring: prática de algumas empresas que consiste em comprar cheques pré-datados de lojistas cobrando comissão
Feedback: É uma conversa particular entre o líder e o liderado, com caráter de avaliação, sobre os acertos e erros do liderado. O tema do bate-papo é o comportamento do subordinado.
Fine tuning: sintonia fina, calibragem
Follow-up: dar prosseguimento a uma discussão ou debate, retomando temas para atingir soluções. Também pode significar revisão das tarefas que foram geradas após uma reunião ou auditoria, quando os prazos para realização se esgotaram
Forecast: previsão
Headcount: número de pessoas que trabalham em determinada equipe ou empresa
Headhunter: caça-talentos do mundo corporativo
Income: renda
Intranet: rede de comunicação interna e exclusiva das empresas
Intrapreneur (não confundir com entrepreneur): empreendedor interno, pessoa que dirige uma unidade do negócio como se ela fosse uma empresa independente
Job rotation: rodízio de funções promovido pela empresa, para que o funcionário possa adquirir novos conhecimentos em setores diferentes e acumular experiências, sem sair da companhia em que trabalha
L.L.M: Master of Laws, mestrado em direito
Market share: fatia de mercado
Markup: é um sobre-preço que se acrescentado ao preço final do produto (digamos, após custo de produção, distribuição e margem de lucro prevista)
MBA in company: MBA oferecido pela empresa dentro de seu próprio espaço físico
MBA: sigla em inglês para Master in Business Administration. É um curso que equivale à pós-graduação em administração de empresas
Mentoring: profissional mais velho, com experiência e habilidade de relacionamento, que acompanha e passa para o mais novo suas idéias sobre o trabalho e a carreira
Networking: construir uma boa rede de relacionamentos, geralmente em sua área de atuação.
Outplacement: serviço oferecido e pago pela empresa, que consiste no aconselhamento, apoio, orientação e estímulo ao profissional demitido, preparando-o técnica e psicologicamente para se recolocar no mercado de trabalho, bem como para o planejamento de sua carreira.
Performance: palavra inglesa que significa atuação e desempenho
Player: empresa que está desempenhando algum papel em algum mercado ou negociação.
Sales manager: gerente de vendas
Spread: taxa de risco
Supply chain management: gerenciamento de cadeia de abastecimento
Target: alvo
TI: sigla de tecnologia da informação
Trend: tendência
Turnover: rotatividade de funcionários dentro de uma empresa, medida pela média de pessoal que se mantém fixa na companhia
Workshop: treinamento em grupo de acordo com a técnica dominada pelo instrutor, que visa ao aprendizado de novas práticas para o trabalho
Milena Q Gonçalves
www.inglescurso.net
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *