Aprenda Inglês Gratis

Não deixe que o sonho de seu intercambio vire pesadelo

Não deixe que o sonho de seu intercambio vire pesadelo Que tal viajar para o exterior e ao mesmo tempo trabalhar, se divertir e se especializar profissionalmente? Conhecer inúmeros países, falar outras línguas e conhecer outras culturas? Pois saiba que esta integração é possível com o intercâmbio. Em Mato Grosso do Sul, assim como no restante do Brasil, muitos jovens têm unido o útil ao agradável e estão aproveitando suas viagens em busca de melhor formação, aperfeiçoamento e cultura. Só no ano passado cerca de 70 mil jovens de todas as partes do país engajaram em programas de intercâmbio. Mas, para que o sonho não se transforme em pesadelo, antes de colocar tudo em prática é preciso observar atentamente uma série de fatores que são fundamentais. Os interessados devem buscar empresas conceituadas e com experiência no ramo. Uma boa fonte de informação é a Belta-Brazilian Education and Language Travel Association – www.belta.org.br -, uma entidade fundada em 1992 que reúne as principais instituições brasileiras que trabalham nas áreas de cursos, estágios e intercâmbio no exterior. Além disso, optando por trabalhar no exterior, assim que definir a empresa, exigir todas as informações sobre o emprego no país escolhido, a remuneração, carga horária, atividade, localização, onde irá morar e custo de aluguel. Ler o contrato com atenção e conversar com as pessoas que já tenham utilizado os serviços da empresa escolhida e como foram suas experiências. Para Lisa Dossi, diretora da CI – Central de Intercâmbio, em Campo Grande, uma rede de viagens focada no público jovem e líder em turismo educacional no Brasil, é importante que a empresa dê suporte ao intercambista do começo ao fim da viagem. "A CI promove o intercâmbio para mais de 90 países. Só no ano passado atendemos mais de 30 mil clientes. A venda de passagens aéreas internacionais para estudantes corresponderam a 50%, sendo que os programas educacionais, incluindo estágios e trabalhos no exterior, representaram 40%. Para este ano pretendemos crescer até 50% no segmento de viagem para jovens", comemora Lisa. Camila Maria Batista de Araújo, estudante de turismo, já conhece cerca de 40 países. Já trabalhou como baba, garçonete e ajudante de cozinha. Estudou hotelaria e fez cursos...

Bagagem de mão

Bagagem de mão Itens permitidos para adultos ou crianças. Uma bolsa de mão, ou maleta, ou equipamento que possa ser acomodado embaixo do assento do passageiro, ou no compartimento próprio da aeronave na cabine; Um sobretudo, manta ou cobertor; Um guarda-chuva ou bengala (não pontiagudos); Máquina fotográfica, laptop ou binóculos; Material de leitura para viagem; Alimentação infantil para consumo durante a viagem; Muletas ou aparelhos ortopédicos utilizados pelo passageiro. Instrumentos musicais ( desde que os mesmos possam passar pelos equipamentos de Raio – X nos postos de segurança). Isqueiros cujo combustível seja fluido. (apenas em bagagem de mão) ITENS PROIBIDOS • Todos os tipos de bebidas; • Xampus ( líquido ou gel ); • Cremes ( líquido ou gel); • Perfumes ( líquido ou gel); • Loções ( líquido ou gel); • Cosméticos líquidos (de qualquer tipo); • Spray de cabelo; • Creme dental; • Desodorantes (em aerosol, líquidos ou creme); • Objetos pontiagudos, como: faca, canivete, estilete etc.; • Fósforos e isqueiros cujo combustível seja gás, tipo maçarico (não podem ser transportados no interior de bagagens de mão e/ou bagagens...

Alfândega: Valores e mercadorias permitidas

Alfândega Valores e mercadorias permitidas RESTRIÇÕES voltando ao Brasil É bom saber as regras da Receita Federal sobre o transportede valores e compras feitas emoutros países. Para sair do Brasil sem precisar fazer uma declaração ao órgão, o turista pode levar no máximo R$ 10 mil, ou o equivalente em outra moeda. Na volta, em viagens aéreas ou marítimas, não se pode trazer mais de US$ 500 em compras. Os passageiros que saem ou chegam por aeroportos em viagens internacionais têm direito a gastar outros US$ 500 nas lojas Duty Free, que vendem produtos isentos de taxas. No fim do mês passado,o governo federal aprovou uma Medida Provisória (MP) que permitirá pagar as compras nos free shops também em reais. Só falta a MP ser regulamentada para entrar em vigor. (Fonte: O Estado de São Paulo, agosto 2006) A Alfândega Brasileira considera “bagagem” os bens, novos ou usados, destinados ao uso ou para consumo pessoal, compatíveis com as circunstâncias da viagem. “Bagagem acompanhada” é a bagagem trazida com o viajante no mesmo meio de transporte em que ele ou ela está viajando, desde que não haja conhecimento de transporte emitido para o conteúdo da bagagem. “Bagagem desacompanhada” é a bagagem para a qual um conhecimento de transporte (ou documento semelhante) tenha sido emitido. Estão excluídos do conceito de bagagem: * bens cuja quantidade, natureza ou variedade configure importação ou exportação para fins comerciais; * automóveis, motocicletas, motonetas, bicicletas com motor, casas rodantes e outros veículos automotores terrestres; * aeronaves; * embarcações de todo o tipo, motos aquáticas e similares, e motores para embarcações; * cigarros e bebidas de fabricação brasileira, destinados a venda exclusivamente no exterior; * bebidas alcóolicas, fumo e seus sucedâneos manufaturados, quando se tratar de viajante menor de dezoito anos; e * bens adquiridos pelo viajante em loja franca, por ocasião de sua chegada ao País. Isentos de pagamento de taxas: * livros, folhetos e periódicos; * roupas e outros artigos de vestuário, artigos de higiene e do toucador, e calçados, para uso próprio do viajante, em quantidade e qualidade compatíveis com a duração e a finalidade da sua permanência no exterior; * outros bens, observado o limite de valor global...

Política de entrada na Europa

Política de entrada na Europa * Volta e meia aparece notícias de brasileiros barrados na imigração da Europa. É Lisboa, Madri, Londres. Isso nunca é notícia nova, exceto aos desavisados. Mas uma regra sempre é certa: quem não deve não teme. * Então, prepare sua viagem para tudo sair certo: documentação, hotel, comprovantes… Também conta a apararência. Dá um trato no cabelo, desamassa a roupa… E deixe todos papeis e comprovantes à mão. Não adianta fazer de conta que não acontecerá com você. * Mantenha a calma e não seja esbaforido ao falar na imigração. Não sabe falar inglês nem espanhol? Seja educado, mantenha a compostura, tente mímicas mas sem parecer um louco esquizofrênico. Peça para um amigo escrever uma carta de apresentação em inglês, sobre como, quando e quanto você vai ficar, gastar, visitar. * Aqueles que querem viajar sem planos que se cuidem: a falta de comprovação de reserva em hotel pode ser um empecilho. Vai ficar na casa de um amigo? Não esqueça de ter o endereço na mão. E a passagem de volta. Europeus (e americanos) têm um medo danado que você resolva ficar por ali. EUROPA – Espaço Schengen INTEGRANTES: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Islândia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Suécia e Portugal NÃO INTEGRANTES: Os dez novos Estados Membros da UE Chipre, República Checa, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia, Eslováquia e Eslovénia não são ainda membros de pleno direito do Espaço Schengen Não optantes: Reino Unido e a Irlanda * estadia por um período máximo de três meses * a posse de um documento de viagem válido; * a posse de um visto de estada de curta duração, se exigido; * a capacidade de demonstrar o objectivo da viagem; * e a posse de meios de subsistência suficientes para o período de estada e para o regresso; * além disso, não deve estar referido no Sistema de Informação de Schengen para efeitos de recusa de entrada e não deve ser considerado como uma ameaça à ordem pública ou à segurança nacional dos Estados...

Reembolso dos impostos em compras no exterior

Reembolso dos impostos em compras no exterior O imposto que você paga nas compras lá fora pode ser devolvido no aeroporto daquele país, mediante apresentação dos cupons de compra. O que soa muito bom na teoria pode ser um trabalhão na prática. A devolução de imposto pago no exterior é possível, mas a burocracia é muita. Por isso, muitos sites recomendam que se use empresas terceirizadas que realizam esse serviço. Na comunidade Européia: Sistema de reembolso do IVA Os viajantes de fora da União Europeia têm direito ao reembolso do IVA das mercadorias que compraram durante a sua estadia na União Europeia, se estas forem apresentadas na alfândega no momento da partida, juntamente com os documentos necessários ao reembolso do IVA, no prazo de três meses a contar da sua compra. Regra geral, estes documentos são emitidos pelo vendedor, embora uma vez que se trata de um regime voluntário nem todos os comerciantes participem. Alguns países fixam um valor de compras mínimo para se poder beneficiar desse reembolso. (Fonte: Viajar na Europa – http://europa.eu/abc/travel/shop/index_pt.htm) ::::links:::: * Globo.com: http://oglobo.globo.com/viag… (…) Há empresas que agilizam o processo de reembolso, mediante a cobrança de uma taxa – geralmente deduzido do total a ser devolvido ao cliente. Na Espanha, onde se paga 16% de IVA, o turista estrangeiro consegue 13,8% em média de devolução sobre o valor das compras. Na Argentina, dos 21% cobrados pelo governo, o sistema Tax Free devolve 16%. Veja abaixo como funciona este sistema e as normas que se aplicam a cada país, como valor mínimo exigido para que se possa pedir a isenção do imposto, valor das taxas etc. * InfoMoney: http://www2.uol.com.br/infopesso… # Alemanha – Tem direito ao reembolso quem fizer compras de no mínimo 25 euros, num mesmo estabelecimento, num mesmo dia. A devolução é de 15,97% na maioria dos artigos. Para livros e alguns alimentos a devolução é de 7%. # Itália – Na velha bota, o turista pode ser isento em 4%, 10% e 20% dependendo do que foi comprado. No entanto, é preciso ter feito compras de no mínimo 154,94 euros, em um mesmo dia, e em uma mesma loja; # França – Em compras a partir de 175...

Carteira mundial do estudante

Carteira mundial do estudante Quem pode fazer? Quem estiver em estudo de qualquer curso reconhecido pelo MEC. Ou seja, não estão valendo os cursos de lingua estrangeira, yoga, natação, etc… Não há limite de idade máximo. Cursos à distância (EAD) também valem, mas precisam ser reconhecidos pelo MEC. Quanto custa? A carteira de estudante agora tem dois valores R$40 para estudantes universitários e R$30 para secundaristas. A carteirinha proporciona descontos em restaurantes do Brasil além de café da manhã na diária da rede de Hotéis Formule 1 e no Ibis, o que é equivalente a R$5,00 – R$8,00. No exterior? Para quem vai para o estrangeiro/fora do país, o site isic.org oferece a listagem de todos os países. Apensar de “internacional”, a carteirinha brasileira nem sempre vale nos outros países. Há outros países que exigem, ainda, cadastro no site, como dos Estados Unidos. EUA | Chile | Argentina | Paris Passagens Aéreas: Outra vantagem pode ser comprar as passagens aéreas de estudante, com um preço de 10%-15% menores que os praticados no mercado. Porém, verifique antes de comprar as exigências de cada companhia aérea. Para os EUA, as companhias exigem o visto norte-americano de estudante e comprovação de curso no exterior. Além disso, exige uma estadia mínima de 15 ou 30 dias. Enfim, vale a pena? Se for só para obter desconto em cinemas, teatros e shows, pode ser que não. Porque qualquer identificação do estudante fornecido pela instituição de ensino vale para comprovar ser estudante. Já hoteis e lojas online como a Submarino, precisam da carteirinha. Como visto, nos EUA, precisa registrar a carteirinha antes, no myISIC.com. Os descontos depende de cada cidade. Para compras, a maior parte são lojas online e não lojas físicas (há muitos poucos descontos em lojas físicas). Já na Europa, há uma boa oferta de descontos em Paris, França, desde entradas a museus, passeios de barco pelo Rio Sena e restaurantes. http://www.carteiradoestudante.com.br Criada em 1968 pela ISTC (International Student Travel Confederation) a ISIC (International Student Identity Card) tem o objetivo de atestar o status estudantil não só no Brasil como no mundo inteiro, facilitando o conhecimento de diferentes culturas e países e aumentando a integração entre os povos....