Aprenda Inglês Online sem gastar nada.

Modal verbs (Resumo)

Modal Verbs Resumo   Will or Shall= They have the same meaning. Used for future. Structure: Will or Shall + infinitive (I will be/ She will go/ He will come) Eg: I think we shall win or I think we´ll (we + will) win. When we offer something we use will Eg: My bag is heavy. I will carry it for you. Often used with words that mean a future not certain Eg: Maybe, perhaps, I think Shall I?/ Shall we?= Means: Do you think it is a good idea? Eg: It is hot here. Shall I open the window?   Can = Structure: Can + infinitive ( can do/ can play)   Could = Past of can Eg: When I was young I could play in the rain. Or at a formal way (Poderia) Eg: Could I carry your bags?   May and Might = They have the same meaning. Used for something that is possible to happen, a possibility. Structure: May or might + infinitive ( may go/ might go/ may play etc) Eg: I may go to Paris.(Perhaps I will go to Paris) See the difference: I´m going to play tennis tomorrow(sure).   BUT    I might/may play tennis tomorrow. (possible) May I…? = Is it ok if I do something? Eg: May I smoke ? ( Is it okay to smoke?)   Should = Advice/ought to. You can use either should or ought to. You think it is the right thing to do. Eg: Tom should /ought togo to bed earlier. He usually go to bed very late and he´s always tired. We normally use think with should.( I think you should…I don´t think you should…I think you shouldn´t.)   Must – It is stronger than should Structure: Must + infinitive ( must do/ must like etc) Must = Have to/obligation. We can use either must or have to, see the example: Eg: this floor is very dirty, you must clean it/you have to clean it. BUT… Must can also be used for future, (something you have to do) Eg: I must go to the bank now. I must hurry because I can´t be late for the meeting.   Would = _ria. Structure:...

Verbos irregulares (Irregular Verbs)

  VERBOS IRREGULARES             Embora os verbos irregulares se constituam numa pequena minoria em relação a todos os verbos existentes na língua, a freqüência com que ocorrem é muito alta, o que lhes dá uma importância significativa.             São todos de origem anglo-saxônica e se referem predominantemente a ações comuns.             Os verbos irregulares do inglês são aqueles verbos que não seguem a regra geral de formação do Passado e do Particípio Passado. A formação do Past e do Past Participle, de acordo com a regra geral, que se aplica a todos os demais verbos, se dá através do sufixo –ed. Portanto, todo verbo que não seguir este padrão, será classificado de irregular.             É interessante notar que a irregularidade dos verbos em inglês manifesta-se apenas nas formas do Past e do Past Participle, e não na conjugação dos mesmos, como em português. Os únicos verbos do inglês que têm também uma conjugação irregular são o verbo to be e os verbos auxiliares modais (can, may, might, shall, should, must, etc.).             É interessante notar também que, com relação a freqüência de ocorrência, o Past é mais importante para o aluno do que o Past Participle. Enquanto que o Past representa uma das estruturas gramaticais básicas, o Past Participle ocorre apenas no Perfect Tense, na formação da Voz Passiva, e na forma adjetivada do verbo. Exemplos:   Have you heard the news?                            – Perfect Tense Toyotas are made in Japan.                          – Passive Voice English is a widely spoken language.            – Adjective Nós aqui classificamos as formas irregulares dos verbos como uma questão de vocabulário, uma vez que as mesmas não interferem na estruturação das frases; e do ponto de vista do aprendizado, o aluno deve assimilar essas formas da mesma maneira que assimila vocabulário.         IRREGULAR VERBS / VERBOS IRREGULARES    Infinitive   Past          Past Prticiple        Translation  (Infinitivo) (Passado)     (Particípio Passado)  (Tradução)      arise        arose         arisen             surgir, erguer-se     awake        awoke         awoken             despertar, acordar      be           was, were     been               ser, estar  bear         bore          born, borne        suportar, dar a luz  beat         beat...

Desinencias (Suffix)

DESINÊNCIAS               Entramos agora em uma parte extremamente importante para a leitura em língua inglesa.             DESINÊNCIAS, de modo simples, são letras que são colocadas no começo (chamadas PREFIXOS) da palavra ou no final (chamadas SUFIXOS) da palavra, mudando a sua idéia (tradução) inicial (sem os PREFIXOS ou SUFIXOS).                         *No final dos quadros demonstrativos contendo alguns exemplos de Desinências, daremos um dica sobre como ter certeza que há Desinência na palavra.               Se uma palavra originalmente era verbo, quando acrescida de um PREFIXO ou SUFIXO ela poderá ser lida como adjetivo, substantivo ou até mesmo como verbo, porém em tempo verbal diferente. Por isso, o estudo das DESINÊNCIAS é muito importante.             Ocorre situações em que essas ‘letras – que ocorrem no começo “Prefixo” ou no final “Sufixo” da palavra’ não terão tradução, mas sim darão a informação de que deveremos ler a palavra como adjetivo ou substantivo ou verbo. Isso é, deveremos encontrar a partir da palavra original – devido ao aparecimento de Prefixo ou Sufixo – um adjetivo ou substantivo ou verbo que deriva dessa palavra.             Lembre-se, não estamos falando de DERIVAÇÃO, mas de DESINÊNCIA.               Veja um exemplo antes do quadro de algumas DESINÊNCIAS:   PALAVRA ORIGINAL                                    PREFIXO                      ¯                       SUFIXO                                           ¯                                         ¯                               ¯       Correto                                                          correct   Incorreto                           IN                         correct                                                                   Correção                                                                       correct                        ION                 Dessa forma temos:               – A palavra era originalmente ‘CORRECT’;             – Depois recebeu o Prefixo ‘IN’ – indica idéia de negação – e a palavra originalmente era adjetiva e continua a ser lida como adjetivo;             – Depois recebeu o Sufixo ‘ION’ – indica a idéia de substantivo – originalmente a palavra era adjetiva, agora passa a ser lida como substantiva.               O uso de DESINÊNCIAS indica que a palavra que a recebeu passa a ser lida de outra forma. Cada DESINÊNCIA pode indicar um idéia diferente: palavra pode ser lida como negativa, afirmativa, adjetiva, substantiva ou verbo.               Vamos a um quadro com várias DESINÊNCIAS, algumas têm tradução é outras indicam a idéia original da palavra que mudou.               Vejam as regras de...

Posição de palavras (Position of word)

POSIÇÃO DE PALAVRAS              Novamente, a língua inglesa possuí regras gramaticias bem distintas do português, da mesma forma que tem posições entre palavras diferentes.             Para falarmos de posição de palavras, seria importante observar-mos algumas dicas de tradução (ou de leitura):               – Em um momento inicial, seria bom a você leitor ler as palavras do texto na ordem em que elas foram escritas, para termos em mente como se escreve em inglês;             – Quando estivermos traduzindo essas palavras, vamos colocá-las em português seguindo a mesma ordem em inglês;             – Poderemos perceber que algumas palavras deveriam ser traduzidas (lidas) em ordem inversa (exemplo: os adjetivos visto anteriormente) para o português. Faremos essa inversão, mas devemos, primeiramente, entender o que foi escrito em inglês (sua ordem) e depois faremos a inversão. Desse modo, estaremos praticando a habilidade de ler fisicamente em inglês, mas fazendo a tradução (inversão) mental das palavras.     INVERSÃO DE PALAVRAS               A língua inglesa permite a omissão de algumas palavras (a gramática da língua inglesa é assim). Contudo, quando estamos lendo um texto em inglês e fazendo a tradução (leitura) mental ou física, devido à gramática do português, deveremos colocar certas palavras que não constam no texto em inglês, pois o português exige. Isso é normal e correto.             Quando você ler uma frase em inglês, ela tem uma ordem de posição. Então, para o português, é preciso uma inversão de palavras (a primeira palavra em inglês passa a ser a segunda palavra na ordem do português e assim vai). Veja o exemplo a seguir:               Champion tennis.       (ordem em inglês)             Campeão tenis.           (lida em português na ordem em inglês)               Parece não ter sentido para o português, muito embora podemos traduzir (ler) as palavras em inglês.             Para darmos sentido ao que estamos lendo em português, deveremos inverter as palavras em inglês (mentalmente faremos isso e depois fisicamente colocaremos no papel se for preciso) mesmo que para isso tenhámos de colocar alguma palavra em português (originalmente, essa ‘palavra’ em português que iremos colocar não se apresenta em inglês).             No exemplo acima, precisaríamos colocar a preposição ‘DE’ para fazer sentido em português, e...

Adjetivos (Adjectives)

ADJETIVOS                Os adjetivos na língua inglesa têm características especiais, bem diferentes do português. Por isso, seria melhor não usarmos o português como base.                         Características:               – Os adjetivo em inglês NUNCA, NUNCA e NUNCA recebem a forma (letras) que indica plural. Ou seja: os adjetivos sempre são escritos no singular, quem recebe a foram (letras) que indica plural é o substantivo;             * Assim, se você souber as formas (letras) que identificam que a palavras está escrita no plural, você poderá saber se é a palavra é adjetivo ou não.               – A posição do adjetivo é antes do substantivo ou depois do verbo to be (nessa caso a tradução do verbo to be e ‘ser’);               Exemplos:                                     I like QUIT room.              (Eu gosto de ambiente quieto)                                     adj.     subst. sing.                           I like QUIT rooms.             (Eu gosto de ambientes quietos)                                    adj.     subst. plur.                 – O adjetivo pode ocorrer no começo da oração – nesse caso a(s) palavra(s) que vier depois poderá ser o substantivo (quem ou o que recebe a qualidade/estado/condição etc.). Se o adjetivo vier no final da oração, ele virá depois do verbo to be e o substantivo estará antes do verbo to be ou até poderá não aparecer (ele estaria subtendido – normalmente, o substantivo já teria sido mencionado anteriormente no texto).               Exemplos:               SOPHISTICATED work, don’t you think.   (Trabalho sofisticado, não acha).               The work   IS    SOPHISTICATED.            (O trabalho é sofisticado)                                to be   adjetivo                                                                     – Poderemos ter mais de uma adjetivo dando qualidade/estado/condição etc. a um substantivo. Para sabermos que adjetivo deve ser lido primeiro, poderemos fazer a seguinte pergunta: “quem ou o que tem essa qualidade/estado/condição etc.?”. Veja o exemplo abaixo e depois faremos novos esclarecimentos:   They speak a COMMOM SECOND language.     (Eles falam um segunda língua comum)                             adj.              adj.        subst.   COMMOM – fala de quem/do que ® da língua, que tem que outro adjetivo ® SECOND.               Podemos pensar que o adjetivo que está mais próximo do substantivo é o adjetivo mais importante; sim.             Contudo, isso não é uma regra 100 % correta,...

Advérbios (Adverbs)

ADVÉRBIOS                O advérbio é uma palavra que modifica um verbo, um adjetivo ou um outro advérbio.             Para nós, os advérbios são importante caso tenhamos que fazer uma análise profunda da oração – se pretendermos analisar semânticamente uma oração.             Recomendo que saibámos a idéia que a tradução dos advérbios nos indica. Ficaria mais fácil entendê-los se pensássemos, primeiro, na tradução e depois na idéia.                         Cabe aqui uma advertência: Há inúmeros advérbios na língua inglesa, estamos aqui demonstrando apenas alguns (tradução) e a idéia que nos indica. Desse modo, novamente, traduza a palavra e depois você, leitor, saberá que essa palavra tem a função gramatical de advérbio.             Veja alguns casos dos advérbios:   Ø Adverbs of Place (advérbios de lugar) o Here (aqui, neste lugar) o There (aí, lá, ali, para lá, nesse lugar, nesse ponto) o Near (próximo, perto, a pouca distância) o Up (em cima, acima) o Down (abaixo, para baixo)   Exemplos:            She lives there (Ela mora lá)                              John Works here. (John trabalha aqui)     Ø Adverbs of Tme (advérbios de tempo) Podem ser usados no início ou no final da oração. o Now (agora, já, imediatamente) o Today (hoje) o Tomorrow (amanhã) o Last week (semana passada) o In 1997 (em 1997)   Exemplo: I bought this computer yesterday. (Eu comprei este computador ontem)     Ø Adverbs of Frequency (advérbios de freqüência) o Twice (duas vezes) o Often (frequentemente) o Always (sempre) o Never (nunca) o Usually (sempre, freqüentemente) o Sometimes (às vezes) o Rarely (raramente) o Seldon (raramente)   Exemplo:        My job is rarely boring. (Meu trabalho raramente é entediante)   Ø Adverbs of Manner (advérbios de maneira) o Quickly (rápido) o Calmly (camamente) o Happily (rapidamente)   Exemplo:        She types quickly. (Ela digita rapidamente)     Ø Adverbs of Degree (advérbios de intensidade) o Too (muito, demais) o Very (bastante, muito) o Almost (quase, perto) o Really (realmente) o Rather (antes, um tanto, melhor) o Quite (completamente, bastante, razoavelmente)   Exemplo:        It is very cold. (Está muito frio)     OBSERVAÇÃO:             Alguns advérbios mantêm a mesma forma dos adjetivos dos quais são derivados: o Far (longe) o...